contato@liderica.com.br

5 desafios da liderança feminina nos dias atuais

Existem poucos cargos de chefia sendo ocupados por mulheres. Entenda quais são os desafios da liderança feminina no mundo corporativo atual.

Ano após ano, cresce o número de mulheres em cargos de gestão. Segundo a pesquisa International Business Report (IBR) da Grant Thornton: Women in Business, de 2017 para 2018, a presença feminina em cargos de liderança passou de 66% para 75% no mundo. Apesar do crescimento, a quantidade de mulheres em posição de chefia, como CEO ou diretor, ainda é pequena em comparação aos homens.

Conheça neste artigo cinco adversidades que as mulheres têm que enfrentar para conquistar seu espaço em uma empresa.

1. Cultura machista

A cultura machista, fruto de uma sociedade patriarcal, é um dos principais desafios da liderança feminina nos dias atuais. Muitas mulheres são preteridas na hora de uma promoção para um cargo superior, simplesmente por não terem o mesmo estilo de um gestor do sexo masculino.

Leia Mais  Tempo é questão de prioridade

É comum que seu superior prefira investir em um profissional do mesmo gênero, por acreditar que fazem parte do mesmo grupo e compartilham a visão de negócio. Ou seja, ele pensa que outro homem vai agir de maneira similar, tornando-o prioridade na hierarquia organizacional.

2. Necessidade de incorporar características masculinas

Não é raro encontrar líderes capacitadas, com a mesma experiência de um par do sexo masculino. Mas elas perdem oportunidades na empresa por, na visão corporativa, trazerem uma perspectiva diferente da oferecida pelos homens.

Com isso, muitas profissionais sentem a necessidade de incorporar características consideradas masculinas, como a assertividade. Elas acreditam que isso vai ajudá-las a se posicionar de forma mais incisiva no trabalho e em encontros de negócios.

Leia Mais  O que aprendi na Feira do Empreendedor SEBRAE

É comum que uma mulher em cargo de liderança sufoque alguma característica dita feminina (como mais cautela na tomada de decisão) porque tem medo de ser considerada menos capaz.

3. Dificuldade para empoderar-se

Mesmo com o crescimento da liderança feminina, muitas profissionais têm dificuldade para empoderar-se. Na prática, isso quer dizer que elas se contentam com o que é oferecido pela empresa, como um salário mais baixo do que o recebido por um par masculino, sem brigar por uma situação melhor.

4. Conciliar várias tarefas

Tradicionalmente, a mulher desempenha diversos papéis no dia a dia. Ela é mãe, profissional e dona de casa ao mesmo tempo. Conciliar tudo isso é um grande desafio por causa da pressão de ser perfeita tanto no âmbito doméstico quanto no corporativo.

Leia Mais  A Realidade Feminina no Mercado de Trabalho e nos Negócios

5. Desmistificar rótulos

Outro desafio enfrentado pela liderança feminina é desmistificar rótulos que, culturalmente, são atribuídos à mulher no ambiente de trabalho. ‘Foi promovida porque é bonita’, ‘Está de TPM’ e ‘Toda mulher é histérica’ são algumas frases repetidas ano após ano.

Essa perpetuação exige que a profissional trabalhe dobrado para mostrar que vai além da imagem que fazem dela, precisando despender energia para romper barreiras visíveis e invisíveis.

As mulheres, pouco a pouco, conquistam cargos de gestão de equipe no disputado ambiente corporativo. A batalha, no entanto, está longe de ter fim. Todos os dias, profissionais enfrentam esses desafios da liderança feminina para manter seu espaço na empresa.

A capacitação é uma aliada da mulher que é ou deseja se tornar líder.

Fonte: www.santandernegocioseempresas.com.br

Lidérica

Nossa Missão é acolher, conectar e desenvolver mulheres empreendedoras em seus negócios e projetos pessoais através de uma rede de apoio online e presencial.

 

{ Sabedoria da Semana }

Quem está online

Não há usuários online neste momento

Vamos juntas!

X